Notícias
Portuguese English Spanish

Tanto tempo sem chover e como em 2014 a chuva resolveu aparecer exatamente na abertura do Circuito ViJazz na noite de quinta-feira, 27 de agosto. O público pacientemente esperou a chuva passar para conferir as apresentações das 3 atrações da noite: Corporação Musical Santíssima Trindade, Doné Quarteto e o norte americano Boney Fields.

A noite começou com uma performance especialíssima do Doné Quarteto formado pelos músicos Tonho Costa, Sérgio Granha, Joao Cantiber e José Doné que capricharam no repertório.

Na sequência, a Santíssima Trindade entrou no clima do jazz e agradou a todos que estavam na praça Getúlio Vargas.

Para fechar a noite o trompetista norte americano Boney Fields e sua banda pra lá de afiada interagiu totalmente com a plateia. O artista cantou, tocou e desceu para junto do público. Uma performance profissional e segura de um artista respeitado e reconhecido no mundo do jazz.

Apesar da chuvinha, que ninguém reclamou, uma especial para entrar para a história do ViJazz e da cultura ponte-novense. O ViJazz é aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet e tem o apoio local do Grupo Bartofil através do ATAC.

Aconteceu no domingo 30/09 o 1º Encontro de Bandas de Ouro Preto, evento aprovado via Lei Federal de Incentivo à Cultura e organizado pela produtora cultural Niza Drumond.

A Corporação Musical Santíssima Trindade abriu o certame e foi responsável pela interpretação do Hino Nacional Brasileiro. Além da representante de Ponte Nova participaram outras 10 bandas: Lira da Esperança – Lage do Muriaé/RJ; Orquestra Som Das Águas do Caparaó – Irupi/ES; Corporação Musical União Itabiritense – Itabirito/MG; Banda Municipal Sarzedense – Sarzedo/MG; Banda Lira Caldense – Engenheiro Caldas/MG; Sociedade Musical Nossa Senhora Da Ajuda – Congonhas/MG; Sociedade Musical Senhor Bom Jesus de Matosinhos – Ouro Preto/MG; Sociedade Musical União Social – Cachoeira do Campo – Ouro Preto/MG; Sociedade Musical São Caetano – Monsenhor Horta – Mariana/MG e Sociedade Musical São Vicente de Paulo - Mariana/MG.

O 1º Encontro de Bandas de Música de Ouro Preto foi um sucesso, começou por volta das 10h e se estendeu até as 17h. Várias bandas chegaram na Praça Tiradentes com performance de rua em apresentações cheias de surpresa.

Para Niza Drumond a "BANDA DE MÚSICA" é Patrimônio Cultural do nosso povo e precisa ser mais valorizada, mais respeitada e mais honrada pelo Governo e pelos Gestores. O acesso à apresentação de uma banda não pode ser impedido por crise alguma. A arte está ai para valorizar o ser humano e uma Banda de Música cumpre este papel muito bem.”

A apresentação da Santíssima Trindade foi muito elogiada tanto pelo público quanto pelos maestros e músicos ali presentes. Para o maestro ponte-novense José Paulo Gomides “se apresentar em um evento como este e em uma cidade como Ouro Preto nos enche de orgulho e aumenta a nossa responsabilidade. Estamos no caminho certo. Mostramos o nosso melhor e o público reconheceu isto”.

Durante os pronunciamentos Niza Drumond chamou a atenção dos gestores no sentido de apoiar tais iniciativas e das empresas em ficarem mais atentas e aproveitarem as oportunidades que a Lei de Incentivo oferece e patrocinarem iniciativas como essa. “Não se paga nada além do imposto que somos obrigados a pagar. O que as empresas fazem é através do patrocínio indicarem ao Governo onde querem que gastem o dinheiro do seu imposto. É tudo legal e o patrocinador pode reforçar a sua imagem junto a seu público alvo”, destaca a produtora.

Para João Mattos, presidente da Santíssima Trindade, “é muito satisfatório ver a alegria e disposição dos nossos músicos. O carinho e incentivo que recebemos de todos em Ouro Preto é o que nos move a realizar o nosso trabalho da melhor maneira. Acabamos de ter mais uma etapa do nosso Projeto Músicos & Cia aprovado pelo Ministério da Cultura e mais uma vez teremos o apoio incondicional do Grupo Bartofil. Este mesmo apoio pode ser extendido a outras empresas ponte-novenses que devem estar atentas a estas possibilidades.”

“O Incentivo Fiscal (Renúncia Fiscal) é um dos mecanismos do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), instituído pela Lei Rouanet (Lei 8.313/1991). É uma forma de estimular o apoio da iniciativa privada ao setor cultural. O proponente apresenta uma proposta cultural ao Ministério da Cultura (MinC) e, caso seja aprovada, é autorizado a captar recursos junto às empresas tributadas com base no lucro real para a execução do projeto.” SEFIC - Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, Ministério da Cultura.

“A Corporação Musical está atenta a estas oportunidades oferecidas pelo governo federal e conseguiu com o Grupo Bartofil o patrocínio de mais uma cota, esta no valor de R$100,000,00 (cem mil reais), para dar sequência no Projeto Músicos & Cia, e que serão aplicados em instrumentos musicais, oficinas, vestuário etc. O projeto já está em pleno funcionamento e estamos com aproximadamente 50 aprendizes, além dos 36 músicos que já estão tocando na Banda ”, disse João Mattos, presidente da Corporação.

Na terça-feira passada, 30/06 o empresário Márcio Bartholomeu, representante do Grupo Bartofil (foto) acompanhado de João Mattos, foi conferir os trabalhos desenvolvidos pelo maestro José Paulo Gomides e demais monitores do Projeto Músicos & Cia, na sede da Banda, no bairro do Triângulo.

O presidente da Banda fez um resumo de todas as atividades desenvolvidas até o momento e relatou sobre a programação ainda a ser desenvolvida ainda durante o ano de 2015.

Importante frisar que esta atitude do Grupo Bartofil também pode ser oportunizada por outras empresas pontenovenses, e até mesmo da nossa região a investirem em projetos culturais aprovados pela Lei Rouanet. Todas as empresa tributadas com base no lucro real pode realizar este tipo de investimento e investir da cultura da sua cidade. Isto reforça o compromisso social da organização valorizando o fazer artístico e contribuindo para divulgar efetivamente as manifestações culturais.

Vale ressaltar que Ponte Nova vem assistindo ao crescimento desta atividade não só com os projetos da Santíssima Trindade. Recentemente tivemos o Festival de Danças, Ponte Nova em Dança, o Festival de Jazz de Viçosa, que tem feito a sua abertura em nossa cidade. Concomitante a estas atividades temos recebidos outros eventos que também utilizam da Lei Rouanet e todos são para apresentações gratuitas em espaços públicos.

Muito satisfatório saber também que a Corporação Musical União Sete de Setembro também já está atenta a esta oportunidade e em breve estará com o seu Projeto Nas ruas.

“Gostaria de solicitar a todos os empresários cujas empresas são tributadas com base no lucro real a conversarem com seus contadores e solicitarem um estudo para este investimento. O imposto tem que ser pago de toda maneira. Patrocinar um projeto aprovado por Lei de Federal Incentivo à Cultura não tem que gastar nada a mais. Apenas entender o processo e fazer tudo conforme previsto na legislação”, frisa João Mattos, ao conclamar todos os empresários a pensarem um pouco mais sobre esta oportunidade.

 

Foto: Alunos da Corporação Santíssima Trindade. No centro da esq. para dir., Márcio Bartolomeu (Bartofil) e João Mattos (presidente). Na estrema esquerda, como banner, a diretora pedagógica, Maria Gorete. Na outra extremidade, o maestro Jose Paulo Gomides

 

Localização no Mapa

Siga pelo Facebook

 

Siga a Banda nas Redes Sociais

  


Corporação Musical Santíssima Trindade
Rua Getúlio Vargas, nº 23, Triângulo Ponte Nova-MG - CEP: 35430-144
Telefone: (31) 8651-6441 OI - (31) 9681-0928 VIVO
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.


Desenvolvido por: Informatiza Soluções Empresariais